1 Em Em destaque/ Leitora Compulsiva

Dica de leitura: “A Coroa” de Kiera Cass

SkoobTítulo: A Coroa

Autora: Kiera Cass

Editora: Seguinte

Páginas: 309

Ano: 2016

ISBN: 9788555340048

Avaliação: 

bookmarks-favorites-star-icone-6498-128bookmarks-favorites-star-icone-6498-128bookmarks-favorites-star-icone-6498-128bookmarks-favorites-star-icone-6498-128bookmarks-favorites-star-icone-6498-128

Onde comprar: Amazon | FNAC | Saraiva | Livraria Cultura

 

Meu Deus, por onde começar com esse livro?

Primeiro, eu sou absolutamente apaixonada por essa série desde que começou lá em 2012, então já tava subindo pelas paredes à espera desse lançamento. Segundo que, comprei esse livro sexta de manhã e acabei na madrugada de sábado para domingo. E terceiro, mas não menos importante, fiquei o domingo inteiro em recuperação psicológica. Acho que resumi bem meus sentimentos em relação a esse livro. Claro que não esperava nada menos da maravilhosa da Kiera Cass.

Para os que não sabem o que rola nessa série vou fazer um breve resumo: o futuro Rei, ou nesse caso, a futura Rainha, de Illéa, um país monárquico do futuro, ao completar uma certa idade, precisa se submeter à Seleção, que constitui em escolher, aleatoriamente, trinta e cinco garotas, ou garotos, de todas as classes sociais para morarem no palácio e tentarem ganhar o coração do príncipe, ou princesa, que ao final da competição, deve escolher uma das moças, ou rapazes, para ser sua esposa, ou esposo. Ufa. Os primeiros três livros contavam a história da Seleção do príncipe Maxon, mas pelos olhos de America Singer, uma de suas pretendentes (e futura esposa). Já o quarto e o quinto livros contam a história da filha deles, Eadlyn, que passa também pela Seleção, já que será a futura Rainha de Illéa.

Não é preciso que vocês leiam os três primeiros para poderem entender os dois últimos, mas eu recomendo demais, pois, além dos livros serem maravilhosos, você talvez perca alguma referência. By the way, eu nem sei porque eu não fiz resenha de todos, já que são MARAVILHOSOS, como eu já disse umas 27 vezes. Mas vai entender esse meu cérebro.

Ai, Ana Lúcia, FOCO no livro em questão. Desculpa, gente, eu me empolgo.

Um aviso muito importante: SE VOCÊ ESTÁ NA BAD E NÃO ESTÁ SUPORTANDO AMORZINHO NO MOMENTO, NÃO LEIA ESTE LIVRO!

É muito amor para um livro só, minha gente. Sabe aquele livro que te deixa toda felizinha, sorrindo sozinha e deixa seu coraçãozinho pulando e dançando de tanta fofura? Então.

O livro começa com Eadlyn diminuindo seus pretendentes logo para seis. Devido aos acontecimentos no fim do quarto livro, ela decide que o melhor a fazer é acelerar a Seleção e escolher um marido que agrade o povo. Obviamente, Kile é o preferido, mas Erik começa a chamar a atenção da princesa, apesar de não ser um dos selecionados. Devo dizer que fiquei muito dividida entre os dois.

Kile é gentil, inteligente e se importa com ela, agradaria o povo e a ajudaria a governar o país, enquanto Erik a faz se sentir amada e a conhece melhor que ela mesma. É uma decisão difícil pra qualquer uma, que não tenha um país para governar. 

Apesar de tudo, a Seleção é a melhor coisa que aconteceu na vida da princesa, na minha opinião e na dela também. Eadlyn se transforma em uma pessoa totalmente diferente, que quer amar e ser amada. Mostra um lado de si mesma que não vimos no primeiro livro de sua saga. Além de ser poderosa e sensata, ela é gentil, delicada e muito interessante. Todos aqueles garotos amoleceram o coraçãozinho dela. Cheia de defeitos, claro, mas ela não consegue evitar ser um pouco introvertida e teimosa.

Esse livro é cheio de surpresas, então não tenho muito o que falar, sem dar spoilers horríveis. Posso dizer que o final surpreende, mas de uma ótima maneira. Se tivessem me dito que era assim que ia acabar, eu não teria acreditado.

Um dos meus maiores problemas em escrever resenhas é que nunca quero dar muitas dicas do que vai acontecer. Quero que todo mundo vá ler o livro e confie que sei do que estou falando, apesar de eu não saber. Meio mandona, eu sei. Pra mim, não tem nada melhor do que ler. Não vão se sentir tão maravilhosamente bem como eu me senti só por lerem a resenha. Então vão ler. Já!

Ah, só um P.S.: eu não vou contar o que aconteceu com América depois do seu ataque cardíaco em “A Herdeira”. Vão ter que ler para descobrir. :*

Você também vai gostar

1 comentário

  • Comente
    Giovanna Katarina
    09/05/2016 às 18:21

    O livro é maravilhoso e você também!

  • Deixe seu comentário!